O Estado de S. Paulo

  • 0

O Estado de S. Paulo

Category : Notícias

Chamada de Capa – Governo corta R$ 42,1 bi e acaba com desonerações:

Aumento de tributos ficou restrito à cobrança de IOF nas operações de cooperativas de crédito

 

Depois de uma semana de negociações, o anúncio do Orçamento de 2017 foi feito ontem com previsão de corte de R$ 42,1 bilhões nas despesas da União. A equipe econômica acredita que essa contenção contribuirá para garantir a meta fixada para o ano, de déficit de R$ 139 bilhões. Em suas contas, o governo também prevê receitas extras de pelo menos R$ 10,1 bilhões relativas à venda de quatro hidrelétricas que pertenciam à Cemig e foram reintegradas ao patrimônio da União, além da suspensão de benefícios fiscais na folha de pagamentos, o que renderá mais R$ 4,8 bilhões. O governo tentou a liberação, mas não poderá contar com precatórios não reclamados por seus beneficiários (cerca de R$ 8,7 bilhões). Se esses recursos estivessem disponíveis, o corte no orçamento poderia ficar em torno de R$ 30 bilhões. O aumento de tributos ficou restrito à cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras nas operações de cooperativas de crédito. ECONOMIA / PÁG. B4


Leave a Reply